Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

biodiversidade

Fui injustamente processado por ter um animal de estimação dentro da minha própria casa!!

 

Tudo se passou na noite de Natal, quando um senhor de idade e com uns quilos a mais decidiu introduzir-se em minha casa através da chaminé, sem nenhum pré-aviso.

O sujeito imprudente não se deu conta que  debaixo da chaminé era o cantinho do "Alecrimzinho", a nossa ave de estimação que anda livremente pela casa.

Ora, sentindo-se ameaçado ou encurralado, "Alecrimzinho"  reagiu da maneira que a mãe Natureza ensinou, expulsando o velhote.

 

Agora andam a tentar obter uma autorização para abater o pobrezinho do animal, isto é insustentável!! Olhem bem para ele e digam-me que ele é inofensivo.

 

 

O "Alecrimzinho" é 60% patodilo e 40% crocapato.

publicado por Rico B. às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2007

Frio na narina

Estava uma daquelas noites frias como aquele burro congelado na antártida. Foi uma noite louca essa. Não sei se costumam ver futebol e se estão familiarizados com o método futebolistico de limpar as narinas: Basicamente inclinamos o corpo pa frente, para não borrar a roupa, fechamos uma narina apertando-a para dentro com um dedo e depois respiramos pela outra  com o máximo de força até extrairmos todo o ranho do nariz. Esta passagem foi precisa para voces perceberem o que se segue.
Pouco depois de sair de casa naquela noite deu-me um incontrolavel vontade de me assoar, como se todo o meu cerebro se tivesse transformado em ranho e me estivesse a escorrer para o nariz. Infelizmente, eu não tinha lenços. O que se passou a seguir eu não podia prever... Não estava ninguem a ver e portanto resolvi assoar-me a jogador. Quando o fiz deu-se o impensavel, o meu ranho saiu do meu nariz a uma velocidade estonteante e eu pensei, ups vou borrar este BMW todo. Só que a natureza ainda tinha uma palavra a dizer. Assim que o ranho foi expelido da minha narina, como um carro formula 1 numa recta, o frio solidificou instantaneamente o meu ranho em poderosas e afiadas lanças mortiferas. Isto foi o que sobrou do carro:

Os meus pais tiveram que me pagar a fiança porque a policia não acreditava que eu tinha feito aquilo com o nariz e não parava de me perguntar onde é que tinha arranjado a Bomba!
Nunca mais saio sem lenços no inverno.
publicado por W.C Artistico às 13:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007

A moral e os bons costumes

Hurra! Embora tenha vindo para Portugal na idade da inocência, já sei praguejar e maldizer na minha outra língua nativa!

Obrigado internet por preservares a minha herança cultural.

  

 

publicado por Rico B. às 21:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

O flagelo natalício ou Identidades Trocadas

Eis uma troca de galhardetes típica entre pinheiros nesta época natalícia:

 

-"Travesti!"

-"Olha quem fala! Tu não deves ter espelho em casa!"

 

 

publicado por Rico B. às 21:35
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Paradoxo

. Em construção

. Vontade do Destino

. Frases crípticas

. O sonho de um chulo

. Criando um mundo melhor

. Epidemia

. Voyeur

. Wanted

. Curiosidades

.arquivos

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds